Um pouco de história do lixo

Eugène Poubelle vai à guerra contra a sujeira

Neste Artigo:

Poucas coisas podem parecer t√£o in√≥cuas quanto uma lata de lixo. No entanto, seu come√ßo n√£o foi f√°cil. Qual √© o ponto comum entre um diret√≥rio, um sandu√≠che e um lixo? Esses objetos cotidianos simplesmente mantiveram o nome de seu inventor. No final do s√©culo XIX, o prefeito do Sena, Eugene Poubelle, cansado da sujeira extrema das ruas de Paris, leva a 7 de mar√ßo de 1884 um decreto que far√° barulho. Exige que todos os propriet√°rios de edif√≠cios disponibilizem aos seus inquilinos recipientes comuns, com tampa e capacidade suficiente para conter o lixo dom√©stico. A capacidade proposta √© ampla: de 40 a 120 litros! Nesta primeira revolu√ß√£o, o prefeito acrescenta um segundo: o da primeira sele√ß√£o seletiva da hist√≥ria. Parisienses bufam De fato, tr√™s tipos de cont√™ineres s√£o obrigat√≥rios: um destina-se a coletar materiais putresc√≠veis, outro √© reservado para pap√©is e trapos, enquanto um √© dedicado a conchas de vidro, faian√ßa e ostra! Um comerciante v√™ a nova inven√ß√£o com um olho muito ruim: os trapeiros, que temem que o maldito cont√™iner simplesmente mate seu sustento. Os parisienses, anteriormente acostumados ao famoso sistema de "todos na rua", t√™m dificuldade em se disciplinar e relutam em usar as novas caixas que logo chamar√£o de "lixo", um pouco para se vingar. Finalmente, o prefeito Mr. Clean √© bem-sucedido. Pouco a pouco, as latas de lixo est√£o se espalhando na Fran√ßa, mas n√£o ser√£o totalmente generalizadas at√© a Segunda Guerra Mundial. Mesa, jardim ou banheiro, o lixo √© agora insepar√°vel de nossas vidas di√°rias. √Č recusado ao infinito. O pedal Vipp de lixo, inventado em 1939 por um selo dinamarqu√™s para sua esposa patrona de um sal√£o de cabeleireiro, tem sido regularmente atualizado e adornado com lindas cores (vers√£o Purple Cut, com uma capacidade de 18 litros, 265 ‚ā¨ em achetezfacile.com). Os ecologistas podem obter caixas de triagem na vers√£o de dois ou tr√™s baldes (Zuny, todo em a√ßo inoxid√°vel, tr√™s vezes 20 litros, 145 ‚ā¨ em ctendance.fr). Se n√£o gostamos da frieza do a√ßo inoxid√°vel, preferimos o lixo que classifica 75 ‚ā¨ em greenrepublic.fr. Na verdade, s√£o tr√™s sacos de chocolate de polipropileno completamente recicl√°veis ‚Äč‚Äč(pl√°stico), bege (papel) e ecru (vidro). Finalmente, a vers√£o futurista da nossa boa "caixa de lixo" √© a lixeira de infravermelhos, dispon√≠vel em v√°rias capacidades (ver, por exemplo, o Naelia HSD Lacquered Range em a√ßo inoxid√°vel e preto lacado, que foi influenciado pelo Jap√£o, 79,99 ‚ā¨ em mistergooddeal.com). Para os man√≠acos da limpeza que querem evitar qualquer contato, ele abre gra√ßas a uma c√©lula que reage exatamente quando a m√£o passa.

Vídeo: A História das Coisas (versão brasileira)

Compartilhe Com Seus Amigos:
Um pouco de história do lixo
‚á° Em Cima