No escritório de... Hippolyte Romain

Um escritório? Para quê?

Neste Artigo:

Pintor, escritor, contador de hist√≥rias, diretor, poeta e cozinheiro, Hippolyte Romain se define como um mountebank de sonhos. Uma qualidade preciosa quando voc√™ tamb√©m √© diretor art√≠stico do Jardin d'Acclimatation. Entre exibi√ß√Ķes e apresenta√ß√Ķes teatrais, ele prepara um livro de hist√≥rias dedicado ao seu menino.

O espírito do século XVIII

Ao entrar na casa de Hippolyte Romain, que mora sozinho em um apartamento de dimens√Ķes parisienses, a ideia de encontrar um escrit√≥rio √© imediatamente abandonada. Depois de atravessar um corredor cheio de suas pinturas, uma grande pe√ßa surpreendente leva a outra era. Cortinas pesadas nas janelas, pequenas mesas cobertas com veludo carmesim, espelhos, tapetes e casti√ßais, o esp√≠rito do s√©culo XVIII permeia o lugar. Considerada como a sala principal, ou mais precisamente essencial pelo artista, esta sala apresenta outra peculiaridade: uma cama chinesa, ou seja, o quarto. Ser√° entendido que √© aqui que Hippolyte Romain trabalha, recebe e sonha.

Um escritório? Para quê?

Hippolyte sempre viveu l√° e nunca sentiu a necessidade de um escrit√≥rio ou mesmo de um est√ļdio. "Eu me sentiria como entrar em um com√©rcio", diz ele. N√£o, definitivamente os l√°pis espalhados, pinc√©is e trapos cobertos com pinturas colocadas aqui e ali n√£o combinam com ele. Quando ele come√ßa a trabalhar, ele instala uma de suas pequenas mesas e coloca suas ferramentas do momento. Por enquanto, √© um chap√©u de feltro preto porque ele escreve poemas dedicados ao seu garotinho. Uma vez lido para o diretor em quest√£o, ele os ilustra com o talento que conhecemos e lan√ßar√° o √°lbum no pr√≥ximo ano.

Decore os quartos das crianças

Encantado por duas culturas, a d√©cima oitava Veneza e Pequim ontem, Hippolyte Romain √© um n√īmade. As casas o interessam quando contam uma hist√≥ria ou quando ele est√° escrevendo. No Jardin d'Acclimatation, ele pode ser ouvido contando, √†s vezes, na Casa de Ch√° com paisagens incr√≠veis, encenadas por ele, e onde ele organiza as leituras de fim de semana de inverno e v√°rias representa√ß√Ķes. Neste ver√£o, ele est√° em Ars en R√© para uma exposi√ß√£o dedicada a ele. Quem sabe onde ele vai andar seu universo m√°gico ent√£o. Aquele que sonha em decorar os quartos das crian√ßas.

Objetos fetiche de Hippolyte Romain

Nossos vídeos práticos de deco

Vídeo: Et si on revoyait les valeurs de l'école ? | Hippolyte Labourdette | TEDxChampsElyseesED

Compartilhe Com Seus Amigos:
No escritório de... Hippolyte Romain
‚á° Em Cima