Seis regras de ouro para o quarto de uma criança

A sala deve ser saudável e serena.

Neste Artigo:

Para fazer as escolhas certas e evitar alguns erros no layout de um berçário ou quarto de criança, é melhor ter alguns princípios-chave em mente. Visão geral das regras essenciais.

1 - Um quarto prático, saudável e seguro

Praticidade e segurança devem ter precedência sobre a estética. As palavras-chave para o layout do quarto de um bebê devem ser: - solidez: todo o mobiliário deve ser resistente a qualquer teste. - lavável: pisos, tintas, tapetes, cortinas, almofadas, móveis, brinquedos... tudo deve ser lavável. - racionalidade: pense "prático" antes de pensar design, independentemente do mobiliário ou acessório para comprar. - segurança: os perigos potenciais devem ser antecipados, tendo em mente que a criança vai andar, crescer... - saúde: do chão ao teto, é melhor favorecer as soluções mais saudáveis ​​(móveis maciços, tintas sem solventes....)

2 - Um quarto evolutivo

Ao contrário de outras salas da casa, o berçário terá que evoluir rapidamente para se adaptar às necessidades da criança em crescimento: jogar tapetes, brinquedos, mesa de atividades, pequeno escritório etc. Evite atravancar o espaço. A princípio, o quarto do bebê só serve para ele dormir. Mantenha algum espaço livre no chão para permitir que ele se arraste e liberte espaço nas paredes para instalar armazenamento futuro. Seja criativo, mas não muito, correndo o risco de ficar cansado e cansado de seu filho crescer. Pense na mobília que evolui: cama que acompanha o crescimento da criança, trocador que se transforma em escritório ou depósito, mesa com pés reguláveis ​​... Pese os prós e contras, pois móveis evolutivos costumam ser mais caros.

3 - Uma câmara multifuncional

O quarto de uma criança é muitas vezes um espaço de muitas atividades: dormir, amamentar, trocar, brincar, estudar, receber os amigos... Pense em tudo isso instalando uma luz noturna para o sono, uma poltrona para dar a mamadeira confortavelmente, possivelmente um espaço muda, um jogo espacial...

4 - Uma sala Zen

Mesmo que a sala seja usada para muitas atividades, ela deve permanecer um espaço sereno e reconfortante, onde a criança pode adormecer calmamente. Quer você acredite ou não, o feng shui pode fornecer boas idéias para o planejamento do espaço. E talvez, além disso, surjam ondas positivas. Alguns exemplos: a cama deve ser instalada perpendicularmente a uma parede e a porta deve estar no campo de visão da criança. Evite colocar uma mesa ou escrivaninha entre a porta e a janela. Evite armários altos e mezaninos muito perto do teto. Prefira móveis com cantos arredondados. Separe ou coloque os espaços de atividade. Evite brinquedos eletrônicos no quarto à noite. Favorece os tons suaves e calmos e use cores vivas como teclas.

5 - Um quarto gay

Para ser gay, uma sala deve ser colorida. Um quarto todo branco certamente será calmante, mas não terá charme para a criança. Azul é uma cor zen e fresca. A rosa é um clássico que vem em uma infinidade de tons que se misturam muito bem entre eles. O roxo tem virtudes calmantes. O verde pode ser macio ou brilhante e é adequado para meninas e meninos. Qualquer que seja a cor escolhida, evite a aparência total e não use mais de três cores brilhantes na mesma sala.

6 - Atenção aos quartos temáticos

Um tema declinado em toda a sala pode ser bastante encantador... no começo. As crianças adoram, mas só por enquanto. Uma criança cresce rápido e seus gostos evoluem tão rápido. Então pense bem antes. E se o seu filho for grande o suficiente, discuta com ele o universo que ele gostaria de criar. Pense nos adesivos, que são fáceis de remover e remover. E sempre deixe um espaço livre para a criança expressar sua criatividade. Para descobrir mais: "Consertar o quarto do bebê é inteligente" Alex Lefief-Delcourt, Editions Leduc.s

Vídeo: Regras de Ouro da Organização

Compartilhe Com Seus Amigos:
Seis regras de ouro para o quarto de uma criança
⇡ Em Cima